Introdução a linguagem C

Linguagem c
Spread the love

Introdução a linguagem C

O que é a linguagem C?

linguagem C
Dennis Ritchie


A linguagem C, certamente e uma das mais bem sucedidas linguagens de alto nível já elaboradas. Criada em 1972 nos laboratórios Bell por Dennis Ritchie, sendo revisada e padronizada pela ANSI (Instituto Nacional Americano de Padrões, do inglês American National Standards Institute) em 1989.

Define-se como linguagem de alto nível aquela que possui um nível de abstração relativamente elevado, que estão mais próximo da linguagem humana do que do código de máquina.

A linguagem C e uma linguagem procedural, ou seja, ela permite que um problema complexo seja facilmente decomposto em módulos, onde cada modulo representa um problema mais simples. Ela tambem da acesso de baixo nível a memória, o que programar diretamento o microprocessador.

Conceitos básicos de Linguagem C

Antes de adentrarmos em nossos estudos na linguagem C, é bom que você compreenda alguns termos e alguns aspectos da linguagem, o que facilitará sua compreensão dos nos próximos artigos. A seguir,veremos alguns aspectos da estrutura básica da linguagem.

Estrutura básica da linguagem c

Um programa em C é basicamente estruturado em blocos de código. Blocos nada mais são que conjuntos de instruções, e devem ser delimitados com chaves ({ … }). Um bloco também pode conter outros blocos.

Uma instrução geralmente corresponde a uma ação executada, e deve sempre terminar com ponto-e-vírgula (;).

 O compilador ignora espaços, tabulações e quebras de linha no meio do código; damos a esses caracteres o nome de espaço em branco (whitespace). Ou seja, os três trechos a seguir são equivalentes:

linguagem C

No entanto, você achará muito mais fácil de ler um estilo de código mais parecido com o segundo exemplo. Costuma-se usar (mas não abusar de) espaços e tabulações para organizar o código.

 A linguagem é sensível à utilização de maiúsculas e minúsculas. Por exemplo, se você escrevesse Printf no lugar de printf, ocorreria um erro, pois o nome da função é totalmente em minúsculas.

Escopo

Geralmente, em programação, não queremos que outras funções usem as variáveis que estamos manipulando no momento. O conceito de escopo está justamente relacionado a isso. Escopo é o nível de acesso de um dado, em C há dois níveis: local e global. pode-se acessar uma variável global por qualquer parte do programa; ao contrário disso, só podemos acessar as variáveis locais dentro do bloco em que foram declaradas (ou nos seus sub-blocos), mas não fora dele. Isso possibilita que você declare várias variáveis com o mesmo nome mas em blocos diferentes. Veja um exemplo:

linguagem C

As duas variáveis chamadas b são diferentes e só podem ser acessadas dentro do próprio bloco. A primeira variável a é global, mas só pode ser acessada no segundo bloco, pois a variável local a no primeiro bloco oculta a variável global de mesmo nome. Note que isso é possível em C, e tome cuidado para não cometer erros por causa disso.

Introdução às funções

Funções são muito usadas, não só em C, mas em linguagens de programação em geral. Uma função é basicamente um bloco de código que realiza uma certa tarefa. Quando queremos realizar aquela tarefa, simplesmente fazemos uma chamada de função para a função correspondente.

Em C, para chamar uma função, devemos escrever o seu nome, seguido da lista de argumentos (separados por vírgula) entre parênteses, mesmo que não haja nenhum argumento. Lembre que a chamada de função também é uma instrução, portanto devemos escrever o ponto-e-vírgula no final. Alguns exemplos de chamadas de funções:

linguagem C

Se quisermos saber o valor de retorno de uma função, podemos armazená-lo numa variável.

Variáveis serão introduzidas logo adiante, mas a sintaxe é muito fácil de aprender:

linguagem C

Exemplo de uma Função:

linguagem C
linguagem C

Em C, todo o código (exceto as declarações de variáveis e funções) deve estar dentro de funções. Todo programa deve ter pelo menos uma função, a função main, que é por onde começa a execução do programa.

Expressões

Um conceito muito importante em programação é o de expressão. Expressões são conjuntos de valores, variáveis, operadores e chamadas de funções que são avaliados ou interpretados para resultar num certo valor, que é chamado o valor da expressão. Por exemplo:

5 * 6 + 9 é uma expressão de valor 39;

y + 5 * p é uma expressão equivalente à expressão matemática y + 5p; soma() é uma expressão cujo valor é o valor de retorno da função soma.

Comentários

Muitas vezes é bastante útil colocar comentários no código, por exemplo para esclarecer o que uma função faz, ou qual a utilidade de um argumento, etc. A maioria das linguagens de programação permite comentários; em C, eles podem aparecer de duas maneiras:

linguagem C

e

linguagem C

Tudo que estiver entre as marcas /* e */ ou entre // será ignorado pelo compilador. Note que os comentários de uma linha só (iniciados por //) foram incorporados ao padrão da linguagem apenas em 1999, e portanto alguns compiladores podem não os suportar. As versões mais recentes do GCC não terão problema em suportar esse tipo de comentário.

Lisandro Viana


Spread the love
Presente para Geek

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *